28 novembro 2009

A Liberdade calou a nossa voz?

Por mais contraditório que pareça, cheguei a conclusão de que a nossa tão enorme liberdade atual é a causadora de todo o nosso conformismo, do nosso silêncio, e do nosso ócio preguiçoso.
Antes, como por exemplo na época da ditadura militar, a "juvetude intelectualizada" realmente fazia barulho, brigava por seus direitos (ou por direitos que defendiam ser seus), defendiam alguma ideologia, por pior que fôsse.
Ninguém sabe se isso realmente trouxe algum resultado, e a maioria das vezes teve uma repercussão muito pequena, mas, mesmo assim muita gente se rebelava...
E isso era bom? Era.
Porque hoje em dia percebemos a "juventude do rock"; cheia de gritos de revolta, as vezes com idéias inocentes porém mas boas,as vezes com só mais um pouco de texto decorado, mas alguém realmente se organiza para fazer alguma coisa?
A maioria desses alienados da "juventude do rock" somente sabem gritar, sem sair da frente da tela do computador, palavras repetidas de ideologias sem efeito, sem base, e que são facilmente deixadas de lado ao encontrar qualquer barreira ou necessidade de esforço.
Até mesmo a camada das pessoas mais conscientes do Brasil não se levantam e vão fazer alguma coisa, sendo que hoje em dia temos a liberdade de pensarmos e agirmos como queremos!
Mesmo atualmente sendo tudo muito mais fácil, alguém faz alguma coisa? Você está fazendo alguma coisa?

Temos a nossa liberdade, sonhada por muitos que chegaram a morrer por ela, e por podermos falar e fazer tanta coisa, preferimos não fazer nada.

Quando JK contruiu Brasília teve a intenção de construí-la no meio do mato, pra afastar a central política do país da população.
Pois bem.
Só que hoje em dia nós conseguimos chegar em qualquer lugar do mundo com um simples clique no mouse!
Existem sites, ONGS, projetos de lei, abaixo assinados, emails, twitters, blogs e orkuts de deputados, senadores, vereadores...
E a gente põe a cara pra bater?
Se organiza? Manda e-mail?
Estou generalizando, eu sei, mas aposto você se sentiu criticado com alguma coisa que eu falei. Não é verdade?
Mas isso não é ruim, pois na mairia das vezes agente só muda nossas atitudes quando somos criticados.

Vou te dar uma ajudinha, e postar alguns links aconselhados:

Olha o Twitter do nosso senador Cristóvam Buarque:
http://twitter.com/Sen_Cristovam

(pois bem você nunca esteve tão perto de um senador e das coisas que ele anda fazendo!)

Olha um site da Avaaz, uma ONG ótima que sempre pede ajuda pra vetar ou aprovar algumas boas leis desse ou de outros países:
http://www.avaaz.org/po/

(uma oportunidade de opininar sobre algumas leis, e sem sair da cadeira)

Olha um site interessante, com notícias dos acontecimentos da época da ditadura militar que só se revelam hoje em dia:
http://www.desaparecidospoliticos.org.br/index.php?m=1

(quando que na história você teve oportunidade de ter acesso à isso?)

Olha um site no qual você pode assinar o JurisClipping, onde você recebe por email as novidades das leis, e do que está acontecendo no meio jurídico:
http://www.jurisway.org.br/
(eu aconselho!)

Espero ter ajudado a dar o primeiro impulso!
Internet people!

Um comentário:

Nino disse...

Créditos ao raciocínio a mim tbem!

Te amo amor!